HIPERTENSÃO ARTERIAL PULMONAR

HAPHipertensão Arterial Pulmonar (HAP), também referida como pressão arterial alta dos pulmões, é uma doença rara, progressiva e potencialmente fatal, caracterizada pelo aumento na Pressão Arterial Pulmonar (PAP) e aumento na Resistência Vascular Pulmonar (RVP).

O que causa HAP?

A HAP pode ocorrer sem uma causa óbvia (HAP idiopática) ou secundária a uma variedade de doenças, incluindo doenças do tecido conjuntivo (como esclerodemia), doença cardíaca congênita e exposição a substâncias incluindo inibidores do apetite ou agentes infecciosos como HIV.

Quais os sinais e sintomas de HAP?

Os sintomas de HAP geralmente não se tornam aparentes até que a doença pulmonar esteja avançada. Pacientes com HAP apresentam fadiga, dificuldade respiratória progressiva ao esforço, e , em fases mais avançadas da doença, dor torácica, vertigem e tontura ao esforço e síncope evidente.

Como é diagnosticada a HAP?

A HAP geralmente não é diagnosticada imediatamente porque os seus sinais e sintomas são semelhantes aos de outras condições que afetam o coração e os pulmões, como a asma ou a doença cardíaca coronariana. O tempo do início dos sintomas ao diagnóstico é de aproximadamente dois anos. Vários testes podem ser utilizados para auxiliar o diagnóstico da HAP e a exclusão de outras doenças, incluindo:
- teste de função pulmonar
- exame de perfusão-ventilação
- eletrocardiograma
- ecocardiograma.
- exame de sangue
- raio x torácico
- tomografia

O teste definitivo para HAP é a cateterização cardíaca direta com medidas hemodinâmicas, que confirmam a doença.

Dicas para pacientes com Hipertensão Pulmonar

Nutrição

• Uma dieta saudável ajuda a manter o seu peso e é bom para o seu coração. Pacientes com HAP tendem a ficar menos ativos, o que pode causar aumento de peso. É importante adotar hábitos de alimentação saudáveis e pesar-se regularmente. Caso necessite perder peso, só um profissional de saúde pode ajudá-lo a decidir pela melhor opção de dieta.
• Você pode ajudar a melhorar seu bem estar comendo corretamente, inclua bastante fruta e vegetais na sua dieta e reduza a gordura. Comece por reduzir sua dose diária de sal e sódio.
• O sódio ajuda a regular o balanço hídrico em seu corpo. Quando a água aumenta em seus tecidos, uma das formas mais efetivas de se livrar disto é reduzir a quantidade de sal ou sódio em sua dieta. Este procedimento pode reduzir a quantidade de fluidos nos tecidos, o que por sua vez reduz o volume de sangue que o seu coração tem que bombear. Evitar o sal em sua dieta reduz a quantidade de cloreto de sódio em sua comida.
• Uma dieta que é baixa em sal não é também necessariamente baixa em sódio. As pesquisas demonstraram que uma dieta com pouco sal terá um impacto maior sobre a sua saúde se estiver associada com uma dieta rica em cálcio, magnésio, potássio e fósforo.
• Seu gosto pelo sal diminuirá com o tempo. Portanto, se você diminuir a ingestão de sal aos poucos, dificilmente notará a sua ausência. Você notará como o sabor da sua comida aumenta.

Algumas maneiras de diminuir o sal:

• A maior parte do sal entra em sua dieta através de alimentos preparados e embalados. Leia os rótulos de todas as comidas preparadas e procure por versões com pouco sal.
• Não adicione sal em sua comida automaticamente.
• Não adicione sal durante o cozimento; deixe que a sua família tempere a seu gosto em seus próprios pratos.

Alimentos salgados que devem ser evitados:

• Alimentos conservados em salmoura ou vinagre, como azeitonas, pepino, aliche e ovos em salmoura
• Condimentos salgados, como catchup, molho de soja e molho inglês
• Produtos preparados com carne, como salsichas, lingüiças, salame, carne seca, carnes defumadas, peito de frango cozido e enrolados, frios e carne enlatada
• Alimentos a milanesa ou empanados, tanto frescos como congelados
• Temperos contendo sal, tais como misturas para coberturas ou para assar carnes e sal com aipo
• Molhos embalados/engarrafados tais como molho para macarrão e molho de curry
• Petiscos salgados tais como batatas chips, salgadinhos de milho, bolachas e castanhas e amendoins salgados
• Leite integral
• Algumas bebidas instantâneas para o café da manhã
• A maioria das sopas, cozidos, vegetais e refeição com massa em pacote ou em lata
• Vegetais congelados pré-temperados

Ao invés de temperar seus alimentos com sal, tente estes substitutos:

• Suco de limão fresco ou congelado: não torna a comida amarga, mas “acentua” o sabor, estimulando o sabor de vegetais a frango e peixe
• Pimenta e pimentão moído na hora
• Alho: alho picado na hora, flocos de alho desidratado, pasta de alho em frascos
• Ervas frescas: estas são muito superiores às variedades secas compradas comercialmente e podem ser cultivadas em um jardim de floreira

Para diminuir a sua ingestão de sódio:

• Leia todos os rótulos dos alimentos preparados. A maioria do sódio em sua dieta estará escondida nos alimentos preparados. Não se engane pelos com os rótulos “light” ou “sódio reduzido”. O molho de sódio “light” tem mais de 500 mg de sódio por colher das de sopa!
• Verifique o tamanho da porção nos alimentos processados quando for somar sua ingestão de sódio.
• Busque informações sobre a quantidade de sódio nos remédios que está tomando. A maioria dos medicamentos contém menos de 5 mg de sódio por dose, mas alguns contêm até 120 mg por dose.
• Não use flocos de aipo ou de salsinha – eles têm realmente um alto conteúdo de sódio.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply