Obesidade e Envelhecimento

help

O que caracteriza a obesidade?

Obesidade é o excesso de peso ou o acúmulo de gordura no corpo. A obesidade é uma condição clínica crônica e também é considerada um problema de saúde pública.

Quais os problemas que a obesidade pode causar?

A obesidade está associada a várias doenças crônicas, distúrbios emocionais e disfunções funcionais. A pessoa com obesidade está em maior risco de desenvolver problemas de saúde como diabetes, hipertensão arterial, colesterol alto, doenças cardiovasculares, pedras na vesícula, distúrbios do sono, câncer, depressão, artrose de joelhos e quadris. São comuns também as dificuldades de locomoção e mobilidade, prejuízos à qualidade de vida e participação em atividades sociais. Portanto, quando se fala em obesidade, não se trata apenas de questões estéticas ou de aparência, mas sim de bem-estar físico e emocional.

Por que se preocupar com a obesidade no envelhecimento?

No Brasil e em vários países do mundo, a obesidade já é mais comum do que a desnutrição na população em geral. Entre idosos, a situação não é diferente.

Com o envelhecimento, o ganho de peso é comum para homens e mulheres, principalmente depois dos 50 anos. Mesmo que se mantenha o peso corporal, a tendência é acumular gordura ao longo dos anos. Isso acontece porque todas as pessoas perdem massa muscular com o envelhecimento, mesmo aquelas ativas fisicamente. Assim, a proporção de gordura sempre aumenta em relação à quantidade de massa muscular. O maior acúmulo de gordura acontece geralmente na região abdominal, mas também acomete os músculos e órgãos internos.

Além do próprio processo de envelhecimento, hábitos do nosso estilo de vida atual contribuem para o aumento da obesidade entre os brasileiros. O sedentarismo ou falta de atividade física e dietas inadequadas são os principais fatores associados à epidemia de obesidade nas sociedades modernas.

Como faço para saber se tenho obesidade?

A forma mais comum de se diagnosticar a obesidade é calculando o índice de massa corporal, conhecido como IMC. O IMC é calculado como o peso corporal dividido pela altura ao quadrado: IMC = peso (em kg)/ altura (em metros) 2. Se o valor final deste cálculo for igual ou maior que 30 kg/m2, é sinal de obesidade. Este é um índice simples e confiável, recomendado pela Organização Mundial de Saúde para comparar pessoas e populações quanto ao peso corporal. Existem outros métodos e técnicas que medem a proporção ou a distribuição de gordura pelo corpo, como a medida de pregas cutâneas e a circunferência da cintura. Você pode procurar um profissional de saúde ou de educação física para fazer qualquer uma das medidas de obesidade.

Como posso tratar ou prevenir a obesidade?

A prática de atividade física supervisionada e uma dieta saudável são maneiras simples e eficazes para se prevenir o ganho excessivo de peso. Também ajudam a tratar a obesidade e suas conseqüências negativas. Mesmo as pessoas idosas podem perder peso e controlar as doenças associadas à obesidade. Existem ainda tratamentos com medicamentos e cirurgias, que devem ser avaliados caso a caso. Procure um profissional de saúde para orientar qual a melhor opção para você.

Fonte:

Karina Simone de Souza Vasconcelos
Fisioterapeuta
Especialista em Gerontologia pela SBGG
Doutora em Ciências da Reabilitação pela UFMG

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply